câncer de pele

Apesar de todos os avanços da ciência, o câncer ainda assusta e causa medo a cada novo diagnóstico. Não é para menos, a mortalidade ainda é alta em alguns tipos da doença, tendo isso em mente, o melhor caminho é, sem dúvida, o da prevenção. Para ajudar não só na prevenção da doença, mas na busca de uma melhor qualidade de vida, a Oncominas lista os principais fatores de risco, como fazer para se proteger e ter uma vida mais saudável

Entenda o A B C D E do Melanoma.

Uma regrinha simples pode ser usada para observar pintas no corpo e procurar atendimento médico o quanto antes: A – Assimetria nas laterais; B – Bordas irregulares; C – Cores diferentes e várias na mesma pinta; D – Diâmetro aumentado; E – Evolução, aumenta de tamanho com o passar do tempo.

Quais são os tipos de câncer de pele?

O câncer de pele é dividido em dois grupos: os não melanomas (carcinoma basocelular e o carcinoma espinocelular) e o câncer de pele do tipo melanoma. Os tumores não melanoma são responsáveis por 165.580, sendo 85.170 homens e 80.410 mulheres (2018 – INCA) casos ao ano, apresentando menor agressividade, porém tem o perfil de aparecer em regiões mais expostas onde a cicatriz da cirurgia pode deixar marcas desagradáveis. Surgem em locais de maior exposição ao sol como face, orelhas, couro cabeludo,