Sala de Imprensa

Apesar de todos os avanços da ciência, o câncer ainda assusta e causa medo a cada novo diagnóstico. Não é para menos, a mortalidade ainda é alta em alguns tipos da doença, tendo isso em mente, o melhor caminho é, sem dúvida, o da prevenção. Para ajudar não só na prevenção da doença, mas na busca de uma melhor qualidade de vida, a Oncominas lista os principais fatores de risco, como fazer para se proteger e ter uma vida mais saudável.

O que é leucemia?

A leucemia é uma doença maligna dos glóbulos brancos, geralmente, de origem desconhecida. Tem como principal característica o acúmulo de células doentes na medula óssea, que substituem as células sanguíneas normais. Pode acometer todas faixas etárias.

Como enfrentar o diagnóstico de câncer?

A experiência da doença é única para cada um dos pacientes. Em geral, dizem os especialistas, que o pior momento costuma ser o pós-diagnóstico. Inclusive para a ciência. Várias pesquisas nos últimos anos concluíram que pacientes otimistas, em geral, têm resultados mais positivos no tratamento oncológico. “O emocional gera uma alteração negativa de hormônios que interfere até no tratamento. Pacientes emocionalmente bem, enfrentam a doença de forma mais tranquila”, sublinha Luiz Gonzaga, psicólogo especialista em pacientes com câncer, do Instituto de

Câncer de mama x Saúde mental

Apesar dos inúmeros tratamentos de câncer de mama, a notícia de um diagnóstico positivo ainda assusta muitas mulheres. O caminho trilhado durante o tratamento pode ser um fardo pesado demais para carregar, e por isso a mente precisa estar saudável para não padecer com o problema. A feminilidade vai além de seios, cabelos e cílios longos, essa reflexão é essencial para o tratamento, por isso é importante que o paciente também cuide da saúde mental.