Como enfrentar o diagnóstico de câncer?

A experiência da doença é única para cada um dos pacientes. Em geral, dizem os especialistas, que o pior momento costuma ser o pós-diagnóstico.

Inclusive para a ciência. Várias pesquisas nos últimos anos concluíram que pacientes otimistas, em geral, têm resultados mais positivos no tratamento oncológico. “O emocional gera uma alteração negativa de hormônios que interfere até no tratamento. Pacientes emocionalmente bem, enfrentam a doença de forma mais tranquila”, sublinha Luiz Gonzaga, psicólogo especialista em pacientes com câncer, do Instituto de Oncologia Santa Paula (IOSP), em São Paulo.

Por isso a saúde mental é tão importante.