Prevenção

Apesar de todos os avanços da ciência, o câncer ainda assusta e causa medo a cada novo diagnóstico. Não é para menos, a mortalidade ainda é alta em alguns tipos da doença, tendo isso em mente, o melhor caminho é, sem dúvida, o da prevenção. Para ajudar não só na prevenção da doença, mas na busca de uma melhor qualidade de vida, a Oncominas lista os principais fatores de risco, como fazer para se proteger e ter uma vida mais saudável

Câncer de mama: detecção precoce

O câncer de mama diagnosticado em fases iniciais pode alcançar, estatisticamente, 95% de chances de cura, desde que o tratamento seja todo feito de forma correta de acordo com as indicações do seu oncologista. Para que se obtenha sucesso no diagnóstico precoce são fundamentais duas medidas simples que a mulher pode adotar: 1 – Autoexame das mamas: a mulher deve conhecer o seu corpo para que possa notar caso hajam diferenças em algum estágio da vida, portanto ela deve fazer a observação

ATIVIDADE FÍSICA REGULAR REDUZ O RISCO DE CÂNCER

DE ACORDO COM UM NOVO ESTUDO, A PRÁTICA REGULAR DE EXERCÍCIO DIMINUI A PROBABILIDADE DE DESENVOLVER QUALQUER TIPO DE TUMOR Cerca de 10 mil novos casos de câncer, entre eles o de mama e o de cólon, poderiam ser evitados no Brasil se houvesse mais adesão à prática da atividade física entre a população. Em 2018, a estimativa é de 36 mil novos casos de câncer colorretal e cerca de 60 mil novos casos de câncer de mama. Os resultados fazem

COMO A BOA ALIMENTAÇÃO AJUDA A PREVENIR O CÂNCER

Uma alimentação rica em frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas podem prevenir de 3 a 4 milhões de casos novos de câncer a cada ano no mundo. Embora a genética seja um fator importante no surgimento do câncer, pesquisas conduzidas nas últimas décadas mostram que o meio ambiente em que vivemos tem um papel central na origem da doença. Assim, diferentes fatores ambientais aos quais estamos expostos, como cigarro, poluição, radiação solar e vírus, são reconhecidos como causadores

ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO PODEM AJUDAR NO TRATAMENTO DO CÂNCER?

Os animais de estimação podem ajudar no tratamento do câncer principalmente devido ao seu companheirismo em relação aos seres humanos. Para o paciente, os benefícios são inúmeros: vão desde o efeito calmante e antidepressivo e até servem como estímulo à integração social e elevação da autoestima, pois desvia o foco da tensão emocional, da dor e do estresse de internação ou tratamento. Não há uma recomendação específica de quais pacientes com câncer podem ser ajudados pela pet terapia. Na realidade,