Cookie Consent by Privacy Policies Generator website

Leucemia

Apesar de todos os avanços da ciência, o câncer ainda assusta e causa medo a cada novo diagnóstico. Não é para menos, a mortalidade ainda é alta em alguns tipos da doença, tendo isso em mente, o melhor caminho é, sem dúvida, o da prevenção. Para ajudar não só na prevenção da doença, mas na busca de uma melhor qualidade de vida, a Oncominas lista os principais fatores de risco, como fazer para se proteger e ter uma vida mais saudável

Fevereiro Laranja, mês dedicado a conscientização sobre a leucemia

Fevereiro Laranja é o mês dedicado a conscientização sobre a leucemia, mas você sabe o que é a leucemia? Leucemia é uma doença malígna dos glóbulos brancos, que pode acometer desde crianças até idosos. Ela ocorre na formação das células do sangue e que dificulta a capacidade do organismo de combater infecções. Sua principal característica é o acúmulo de células doentes na medula óssea, onde o sangue é produzido, que substituem as células sanguíneas normais e, por isso, acabam afetando as

Estatística do linfoma não hodgkin

Estimativa de novos casos: 10.180, sendo 5.370 homens e 4.810 mulheres (2018 – INCA). Número de mortes: 4.394, 2.434 sendo homens e 1.960 mulheres (2015 – Atlas de Mortalidade por Câncer).

Detecção precoce do Linfoma de Hodgkin

A detecção precoce do câncer é uma estratégia para encontrar o tumor numa fase inicial e, assim, possibilitar maior chance de tratamento. A detecção pode ser feita por meio da investigação com exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos, de pessoas com sinais e sintomas sugestivos da doença (diagnóstico precoce), ou com a aplicação de exames periódicos em pessoas sem sinais ou sintomas (rastreamento) mas pertencentes a grupos com maior chance de ter a doença. Não há evidência científica de que o rastreamento

Transplante de medula óssea

O QUE É? O transplante de medula óssea é um tipo de tratamento proposto para algumas doenças que afetam as células do sangue, como as leucemias e os linfomas. Que consiste na substituição de uma medula óssea doente ou deficitária por células normais de medula óssea, com o objetivo de reconstituição de uma medula saudável. O TRANSPLANTE O transplante pode ser autólogo, quando a medula vem do próprio paciente. No transplante alogênico a medula vem de um doador. O transplante também pode ser