Cookie Consent by Privacy Policies Generator website

Câncer do colo uterino

Apesar de todos os avanços da ciência, o câncer ainda assusta e causa medo a cada novo diagnóstico. Não é para menos, a mortalidade ainda é alta em alguns tipos da doença, tendo isso em mente, o melhor caminho é, sem dúvida, o da prevenção. Para ajudar não só na prevenção da doença, mas na busca de uma melhor qualidade de vida, a Oncominas lista os principais fatores de risco, como fazer para se proteger e ter uma vida mais saudável

Março Lilás, conscientização sobre o câncer de colo do útero

A campanha Oncominas Março Lilás tem o objetivo de conscientizar a população sobre o câncer de colo do útero, que na grande maioria das vezes pode ser evitado. Esse tipo de câncer é o terceiro tumor maligno mais frequente nas mulheres e no Brasil é a quarta causa de morte na população feminina por câncer. O câncer de colo do útero é causado pela infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano (HPV). A infecção genital por esse vírus é muito frequente

Quais as prevenções para o câncer do colo uterino?

A vacinação contra o HPV e a realização do exame preventivo Papanicolau, se complementam como ações de prevenção desse tipo de câncer. Mesmo as mulheres vacinadas, quando alcançarem a idade preconizada, a partir dos 25 anos, deverão fazer o exame preventivo periodicamente, pois a vacina não protege contra todos os tipos oncogênicos do HPV.

Quais os tratamentos para o câncer do colo uterino?

A cirurgia, a quimioterapia e a radioterapia são os tratamentos mais comuns. Mas depende do estágio de evolução da doença, do tamanho do tumor e de fatores pessoais, como idade da paciente e desejo de ter filhos. Se confirmada a presença de lesão precursora, ela poderá ser tratada a nível ambulatorial, por meio de uma eletrocirurgia.