Câncer de mama: detecção precoce

O câncer de mama diagnosticado em fases iniciais pode alcançar, estatisticamente, 95% de chances de cura, desde que o tratamento seja todo feito de forma correta de acordo com as indicações do seu oncologista.

Para que se obtenha sucesso no diagnóstico precoce são fundamentais duas medidas simples que a mulher pode adotar:

1 – Autoexame das mamas: a mulher deve conhecer o seu corpo para que possa notar caso hajam diferenças em algum estágio da vida, portanto ela deve fazer a observação e o autoexame das mamas sempre que se sentir confortável para tal (no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano).

2- Mamografia anual: a indicação da Sociedade Brasileira da Mastologia, apoiada pela Sociedade Brasileira de Oncologia, é de realizar a mamografia de forma anual a partir dos 40 anos de idade, em caso de mulheres com casos familiares esta indicação pode ser adiantada de acordo com a orientação do mastologista. Os benefícios da mamografia de rastreamento incluem a possibilidade de encontrar o câncer no início e como resultado, temos um tratamento menos agressivo, assim como menor índice de mortalidade.