Monthly Archives: janeiro 2019

Apesar de todos os avanços da ciência, o câncer ainda assusta e causa medo a cada novo diagnóstico. Não é para menos, a mortalidade ainda é alta em alguns tipos da doença, tendo isso em mente, o melhor caminho é, sem dúvida, o da prevenção. Para ajudar não só na prevenção da doença, mas na busca de uma melhor qualidade de vida, a Oncominas lista os principais fatores de risco, como fazer para se proteger e ter uma vida mais saudável

Como enfrentar o diagnóstico de câncer?

A experiência da doença é única para cada um dos pacientes. Em geral, dizem os especialistas, que o pior momento costuma ser o pós-diagnóstico. Inclusive para a ciência. Várias pesquisas nos últimos anos concluíram que pacientes otimistas, em geral, têm resultados mais positivos no tratamento oncológico. “O emocional gera uma alteração negativa de hormônios que interfere até no tratamento. Pacientes emocionalmente bem, enfrentam a doença de forma mais tranquila”, sublinha Luiz Gonzaga, psicólogo especialista em pacientes com câncer, do Instituto de

Câncer de mama x Saúde mental

Apesar dos inúmeros tratamentos de câncer de mama, a notícia de um diagnóstico positivo ainda assusta muitas mulheres. O caminho trilhado durante o tratamento pode ser um fardo pesado demais para carregar, e por isso a mente precisa estar saudável para não padecer com o problema. A feminilidade vai além de seios, cabelos e cílios longos, essa reflexão é essencial para o tratamento, por isso é importante que o paciente também cuide da saúde mental.

Sabia que a saúde mental afeta a evolução do câncer?

Quando o resultado é apresentado aos pacientes é normal que a saúde psicológica também seja afetada, e é importante estar atento aos possíveis problemas que podem se apresentar, mal-estar emocional ou sentimentos de ansiedade ou tristeza estão inclusos. Como estes problemas psicológicos afetam a saúde geral destas pessoas? Na verdade, se transformam em um risco agregado já que podem ser a causa direta de diferentes complicações físicas. A depressão, por exemplo, implica na diminuição dos hábitos saudáveis e pode chegar a

O que é o Janeiro Branco?

A campanha Janeiro Branco começou no ano de 2014, por iniciativa de psicólogos do Estado de Minas Gerais, para conscientizar a população sobre as necessidades de se criar o hábito de cuidar da saúde mental. A escolha do mês não foi por acaso, janeiro por si só carrega um significado terapêutico, pois é o início do ano, o momento em que as pessoas colocam na balança tudo o que foi realizado no ano que se encerrou e as metas a