Monthly Archives: outubro 2018

Apesar de todos os avanços da ciência, o câncer ainda assusta e causa medo a cada novo diagnóstico. Não é para menos, a mortalidade ainda é alta em alguns tipos da doença, tendo isso em mente, o melhor caminho é, sem dúvida, o da prevenção. Para ajudar não só na prevenção da doença, mas na busca de uma melhor qualidade de vida, a Oncominas lista os principais fatores de risco, como fazer para se proteger e ter uma vida mais saudável

Câncer de mama: você sabe como se proteger?

Você já deve ter ouvido falar que é importante ter uma vida saudável praticando exercícios físicos, mantendo o peso corporal adequado para a altura e idade, ter uma alimentação saudável e não fazer uso de bebidas alcoólicas ou cigarro. É isso mesmo, mudando pequenos hábitos no nosso dia a dia estamos nos protegendo contra o câncer de mama e diversos outros tipos de cânceres.

Câncer de mama: genética ou acaso?

Você sabia que somente 10 a 20% dos casos de câncer de mama são de transmissão genética? Isso ocorre na mutação de dois genes chamados BRCA 1 e 2, que são responsáveis por causar o câncer de mama. Os outros 80 a 90% são causados por fatores de risco aos quais somos expostos ao longo da nossa vida.

Câncer de mama: Genética ou acaso?

Genética ou acaso? Você sabia que somente 10 a 20% dos casos de câncer de mama são de transmissão genética? Isso ocorre na mutação de dois genes chamados BRCA 1 e 2, que são responsáveis por causar o câncer de mama. Os outros 80 a 90% são causados por fatores de risco aos quais somos expostos ao longo da nossa vida.

Você sabe o que é imunoterapia?

É uma opção de tratamento oncológico que tem avançado e trazido ótimos resultados nos últimos anos. O nosso corpo é preparado para destruir células que se devolvem de forma anormal (câncer), entretanto, alguns tumores desenvolvem mecanismos para “desligar” a resposta imunológica do nosso organismo, um exemplo de chave “liga e desliga”. O mais conhecido e estudado mecanismo é a ligação do PD-L1 com a proteína PD-1. Ao se ligarem estas duas moléculas, uma no tumor e outra no linfócito (célula de